FECHAR

Imprimir
Publicado em 05/04/2018

RECUPERAÇÃO ECONÔMICA PROSSEGUE, PORÉM EM RITMO LENTO

Um verdadeiro raio-X da economia brasileira foi apresentado na última terça-feira (03/04), durante a segunda reunião do ano da Coordenadoria Sindical da Capital.

Como é de costume nesses encontros mensais, a assessoria econômica da FECOMERCIOSP mostrou os números recentes e as projeções para até o final do ano, sempre sob as óticas otimista, provável e pessimista.

Um dos dados mais destacados pelo economista Fábio Pina se refere à inflação, já que o Índice de Preços ao Consumidor Ampliado (IPCA) fechou 2017 em 2,9% e provavelmente chegará ao final deste ano na casa dos 3,2%.

A queda dos juros também foi ressaltada por ele, lembrando que a taxa Selic tem tudo para terminar 2018 em 6,25%, ou seja, abaixo do patamar de 7% alcançado no exercício anterior.

Em contrapartida, aspectos como o emprego prometem uma recuperação mais lenta, em virtude de ter havido a perda de 8 milhões de postos de trabalho entre 2013 e 2016. “Se nós conseguirmos, numa perspectiva muito positiva, gerar 2 milhões de novas vagas por ano, só em 2022 deveremos retomar o nível anterior”, disse Pina.

Na qualidade de vice-coordenador da Coordenadoria Sindical da Capital, o presidente do SINFAC-SP, Hamilton de Brito Junior (Credere Consultoria e Fomento Mercantil), ponderou que os dados apresentados corroboram a sensação generalizada do mercado, “ou seja, de que a recuperação econômica é fato, mas está ocorrendo num ritmo bastante lento”, concluiu.

Fonte: Reperkut

Video institucional

Fotos dos Eventos

Sobre o Sinfac-SP

O SINFAC-SP está localizado na
Rua Libero Badaró, 425 conj. 183, Centro, São Paulo, SP.
Atendemos de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.