FECHAR

Imprimir
Publicado em 05/04/2018

SINFAC-SP EXPLICA IMPORTÂNCIA DO SETOR A MICHEL TEMER E HENRIQUE MEIRELLES

A abordagem ao presidente da República e ao ministro da Fazenda, respectivamente, foi feita na última terça-feira (03/04), no Palácio do Planalto, em Brasília, após a cerimônia de anúncio da derrubada do veto presidencial que limitava o Refis para o setor empresarial.

A conversa com Michel Temer e Henrique Meirelles foi mantida pelo diretor Alessandro Luiz Oliveira Azzoni (Opzione Fomento Mercantil), que representou o SINFAC-SP no evento destinado a representantes de entidades sindicais, empresariais e de classe.

“Expliquei rapidamente a ambos o trabalho realizado pelo SINFAC-SP e a importância do fomento comercial para o desenvolvimento das empresas brasileiras, especialmente em momento de crédito escasso e de recuperação econômica, como o atual vivido no país. Solicitei que dessem maior atenção ao nosso setor, visto que os bancos colocam muitas barreiras ao crédito. Eles foram bem receptivos e reconheceram essa característica da atividade, prometendo estudar o assunto”, afirma.


Henrique Meirelles e Alessandro Azzoni

Segundo Azzoni, “a derrubada do veto ao Refis se fazia necessária neste momento, ainda mais porque, em nosso setor, como as factorings  trabalham com as micro e pequenas empresas, corria-se o risco de falta de liquidez no fomento, algo que prejudicaria o setor”, complementa.

Cadastro Positivo

Azzoni também conversou com o presidente do SEBRAE Nacional, Guilherme Afif Domingos, com o ministro das Comunicações, Gilberto Kassab, e com o deputado federal Walter Ihoshi (PSD-SP), a respeito da votação em torno do Cadastro Positivo, do qual o parlamentar é relator. Ele informou que o texto final foi aperfeiçoado. Já Afif prometeu fazer de tudo para que não houvesse modificações prejudiciais.

O substitutivo ao Projeto de Lei Complementar nº 441 foi apresentado ontem (04/04), na Câmara dos Deputados, pelo deputado Ihoshi. Previsto para ser votado no Plenário na semana que vem, o texto foi costurado após intensa negociação com o deputado Celso Russomanno (PRB-SP) e com técnicos do Banco Central, do Ministério da Fazenda e de entidades de defesa do consumidor.


Gilberto Kassab, Alessandro Azzoni e Walter Ihoshi

O relator deixou claro que, para a formação do score de crédito, não poderão ser utilizadas informações que não estejam vinculadas à análise de risco e de pessoas que não tenham com o cadastrado relação de parentesco de primeiro grau ou de dependência econômica.

Além disso, disse ele, conforme impôs o Banco Central, a inserção dos dados só seria aberta caso o consultado libere as informações. E as informações só poderão ser usadas para subsidiar a operação de crédito.

Fonte: Reperkut

Video institucional

Cursos e Eventos

Saiba mais

Fotos dos Eventos

Sobre o Sinfac-SP

O SINFAC-SP está localizado na
Rua Libero Badaró, 425 conj. 183, Centro, São Paulo, SP.
Atendemos de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas.